sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Sei que é Natal...mas...pensa um pouco...

O chamado Calendário Gregoriano (que contém os meses como os conhecemos) foi promulgado pelo papa Gregório XII em 1582, portanto, nem Jesus nem nenhum dos outros deuses nasceu dia 25 de Dezembro, porque o nome “Dezembro” simplesmente não existia!
O que existe nesta data (25/12) é o chamado Solstício de Inverno. É o ponto máximo do Inverno, onde a noite atinge sua máxima duração e a partir do qual os dias serão gradativamente mais longos, culminando com o Equinócio de Primavera, onde os dias e as noites terão a mesma duração e a partir do qual os dias serão mais longos que as noites. E o simbolismo para esta data (Chamada de Yule ou Noite das Lanternas ou Saturnália ou Solis Invictus) é o nascimento da “criança da luz”, do ventre da Deusa, que irá trazer a esperança.

circle.jpg

Deuses ou heróis que nasceram no Solstício de Inverno (ou 25/12) incluem:
Hórus (filho de Osíris) nasceu da virgem Ísis-Meri, a estrela Sírius nasceu ao Leste para anunciar seu nascimento e ele foi acompanhado por 3 reis (a constelação de Órion). Aos 30, ele foi batizado por Anup e tinha 12 discípulos (já explicado nos ritos Solares AQUI – cada um representa uma constelação); Attis, da Frigia (1200 AC, deus da fertilidade com características semelhantes às de Adonis), Krishna (900 AC), nascido da virgem Devaki, acompanhado da estrela do Leste, Budha (Índia), filho da Virgem Maya, Odin (ou Wodan, deus principal do Panteão Nórdico), Critias (o tio de Platão), Zoroastro (fundador e primeiro sacerdote do Zoroastrismo), Indra (o deus das tempestades que derrota o dragão Asura Vrita, que representava o Inverno), Wittoba (uma das formas de Krishna), Thammuz (Deus solar da Síria, que mais tarde se transformaria em um demônio com a “ajuda” da Igreja Católica), Xamoltis (Deus solar venerado na Trácia), Adad (Síria), Deva Tat (uma das formas de Buda), Alcides (herói de Thebas, conhecido pelos gregos como Hércules e SIM, os doze trabalhos do Hércules estão cada um deles relacionado diretamente com um signo do zodíaco… um dia eu falo sobre eles, mas só para dar um gostinho, o Leão da Nemédia está relacionado com o signo de Leão… ), Cuchulainn (guerreiro celta, nascido na Irlanda e muito famoso nas lendas, nascido “na noite mais fria do inverno”), Thor (filho de Odin, nascido na noite mais fria do Inverno), Cadmus (herói da Grécia), Quetzacoatl (Asteca), Tien ou Tien-mu (deus da prosperidade na China), Adonis (deus grego, filho da virgem Mirra), Ixion (Roma), Prometeu (Aquele que traz a luz, também das lendas gregas), entre outros…

Vi&Li: Sedentário e Hiperativo

3 comentários:

Anônimo disse...

Mensagens especiais que trazem mensagens de vida:

Chegará o dia em que a própria ciência reconhecerá que a Vida Inteligente é patrimônio do Universo, e que habita nas variadas dimensões da matéria.

O devotamento e a abnegação são uma prece contínua, e encerram um ensinamento profundo, a Sabedoria humana reside nessas duas palavras.

Como somos os criadores do nosso campo energético, e o alimentamos diariamente, somos também responsáveis pelos efeitos do fenômeno da atração.

Diante das circunstâncias que te inibem a prática de certas atitudes, pondera que o acaso nem sempre é a melhor explicação.

Nem ao menos Jesus foi poupado das mais diferentes opiniões a respeito da sua pessoa e obra, e não seremos nós, portanto, que estaremos imunes a semelhantes situações.

A paciência é condição ímpar para o bom desenvolvimento de qualquer atividade.

Sede indulgentes, meus amigos, porque a indulgência atrai, acalma, reergue, ao passo que o rigor desencoraja, afasta e irrita.

Fácil é descrevermos defeitos no próximo; difícil é apontarmos suas virtudes.

Mediunidade apenas é sinônimo de Fenômeno, mas aliada ao coração transforma-se em fonte de Amor.

Somos um pedaço de infinito em constante expansão, habitando corpos e mais corpos, num processo de depuração e engrandecimento, rumo ao Supremo Criador.

O descanso mantém a saúde física, mas o excesso de repouso atrofia nossas almas.

Em Verdade Vos digo: aqueles que carregam seus fardos e que assistem seus irmãos são meus bem-amados.

Não vos orgulheis do que sabeis, porque esse saber tem limites bem estreitos no mundo em que habitais.

A tentação é produto de nossa própria indisciplina constante.

Para colhermos os benefícios da oração, faz-se indispensável sentimentos puros. Nada de segundas intenções, nada de exigências descabidas, pois o Pai sempre sabe o que cada um de nós necessita.

A virtude da vossa geração é a atividade intelectual; seu vício é a indiferença moral.

O verdadeiro perdão, o perdão Cristão, é aquele que lança um véu sobre o passado.

Ele renasceu da cruz. Carrega a tua, com humildade, para que o Mestre possa renascer em teu coração.

Não enfraqueçais vosso corpo com privações inúteis e mortificações sem objetivo, porque tendes necessidade de todas as vossas forças para cumprir vossa missão de trabalho na terra.

Procurai, pois, consolações aos vossos males no futuro que Deus vos prepara, e a causa deles, no passado.

Felizes aqueles que sofrem e que choram! Que suas almas se alegrem porque serão abençoadas por Deus.

Não justifiques teus atos alegando desconhecer os efeitos que produzirão em teu semelhante, pois és um ser racional.

Aquele que morre na flor da idade, não é vítima da fatalidade, mas Deus julga que lhe é útil não permanecer por mais tempo na Terra.

Habituai-vos a não censurar o que não podeis compreender, e crede que Deus é Justo em todas as coisas e, freqüentemente, o que vos parece um mal é um bem.

Jesus não espera trabalhadores perfeitos para a execução das tarefas por ele determinadas.

Sede generosos e caridosos sem ostentação, quer dizer, fazei o bem com humildade; que cada um destrua, pouca a pouco, os altares erguidos ao orgulho.

Porque tendes em tão grande estima aquilo que brilha e encanta aos olhos, antes daquilo que toca o coração?

Se o barro imundo e sem consistência se negasse a servir ao oleiro que o chama ao trabalho, não se transformaria no tijolo capaz de erguer as grandes civilizações.

Sede pacientes; a paciência é também uma caridade.

Acima de qualquer julgamento humano está o de Deus, e Ele certamente sabe aquilo que fazes e, verdadeiramente, como fazes.

O fardo parece menos pesado quando se olha do alto, do que quando se curva a fronte para o chão.

Todos podemos iniciar nossa obra de libertação esvaziando o coração dos sentimentos inferiores e do apego impensado à matéria.

Espíritas, não olvideis jamais de que, tanto em palavras como em ações, o perdão das injúrias não deve ser uma palavra vã.

Recordando que a higiene física á fator indispensável ao equilíbrio orgânico, lembramos também que o cultivo de virtudes e o desbastamento de nossas imperfeições constituem precioso asseio do Espírito.

Quando, pois, cessareis de perceber no olho de vosso irmão o arqueiro que o fere, sem olhar no vosso a trave que vos cega e vos faz marchar de queda em queda?

O maior auxílio está dentro de nós mesmos - a vontade sincera de progredir - e é por meio dela que os emissários do Senhor nos atendem, dentro de nossas verdadeiras necessidades.

Feliz aquele que, ultrapassando sua humanidade, ama com amplo amor seus irmãos em dores.

Benfeitores são os que nos avisam dos pontos que nosso orgulho procura encobrir; que nos apontam defeitos que julgávamos não possuir.

O Espírito deve ser cultivado como um campo.

Não façais aos outros o que não quereríeis que vos fosse feito, mas fazei-lhes, ao contrário, todo o bem que está em vosso poder fazer-lhes.

No carinho que fizeres ao teu irmão, Jesus se encontrará conduzindo tua mão.

Triunfareis se a Caridade vos inspirar e se a Fé vos sustentar.

Muitas vezes surgem as tempestades em nossas vidas, convidando-nos a lembrar das responsabilidades que assumimos ao declarar-nos Cristãos.

Não julgueis, meus caros amigos, porque o julgamento que fizerdes vos será aplicado mais severamente ainda.

Não te lamentes indefinidamente da situação infeliz que te buscou. Urge superar e reconstruir aquilo que puder ser aproveitado, com o mesmo espírito de trabalho e dedicação de antes.

A Caridade é a Virtude fundamental que deve sustentar todo o edifício das virtudes terrestres; sem Ela, as outras não existem.

Submetei todas as vossas ações ao controle da Caridade, e vossa consciência vos responderá.

Faz-se necessária a manifestação objetiva daquilo que dissemos haver aprendido.

Todos aqueles que praticam a Caridade são os discípulos de Jesus, qualquer seja o culto a que pertençam.

Os excessos de qualquer natureza se transformam no corrosivo da tua "máquina", desgastando, antes da hora, as peças impossíveis de reposição.

Ao homem, sendo o depositário, o gerente dos bens que Deus depositou em suas mãos, lhe será pedida severa conta do emprego que deles tiver feito em virtude do seu livre-arbítrio.

Movimenta teus recursos em benefício do próximo, devolvendo pequenina parcela daquilo que tens recebido constantemente do Senhor.

A riqueza da inteligência deve te servir como a do ouro; espalha ao redor de ti os tesouros da instrução; espalha sobre os teus irmãos os tesouros do teu Amor, e eles frutificarão.

Edificando obras nos corações alheios estaremos construindo, em nós mesmos, os alicerces para a Evolução.

Daí esmola quando isso for necessário, mas, tanto quanto possível, convertei-a em salário, a fim de que aquele que a recebe, dela não se envergonhe.

O Amor é a ferramenta maior do servidor, pois não se consome com o correr do tempo, nem se torna disforme pelo seu constante uso.

O homem que cumpre seu dever ama a Deus mais que as criaturas, e as criaturas mais do que a sí mesmo.

No ministério do socorro aos nossos irmãos em perturbação da Espiritualidade, não esqueçamos de considerá-los com os mesmos valores que utilizamos com os nossos doentes.

Não lances a âncora da amargura e do sofrimento, pois permanecerás eternamente amarrado na Vida.

A Virtude verdadeiramente digna desse nome não gosta de se exibir, é adivinhada, mas se oculta na obscuridade e longe da admiração das multidões.

Existem, no fundo de cada mente, extensas potencialidades de progresso e sublimação, reclamando trabalho.

Observa que, das areias áridas e quentes dos desertos, emergem cactus saudáveis, a nos convocar para as verdades da sobrevivência.

Purificai, pois, os vossos corações; não deixeis neles demorar nenhum pensamento mundano ou fútil.

Jamais nos detenhamos na contemplação das aparências, utilizando-as como ponto de definição dos semelhantes.

Aquele, pois, que se isola, priva-se voluntariamente do mais poderoso meio de perfeição; não tendo que pensar senão em si, sua vida é a de um egoísta.

Não admitais a Fé sem controle, filha cega da cegueira. Amai a Deus, mas sabei porque O Amais.

É nas expressões de Fraternidade e Amor que contarás com a presença dos Instrutores da Luz, que conduzirão tuas ações na direção segura.

Empregai bem essa hora que vos resta e não olvideis jamais que a vossa existência, tão longa que vos pareça, não é senão um momento bem fugidio na imensidade dos tempos que foram para vós a Eternidade.

Que importam as armadilhas que serão colocadas no vosso caminho! Só os lobos se prenderão nas armadilhas de lobos, porque o Pastor saberá defender suas ovelhas contra os verdugos imoladores.

Ide, e agradecei a Deus pela tarefa gloriosa que vos confiou; mas meditai que, entre os chamados ao Espiritismo, muitos se extraviaram; olhai a vossa rota e sigai o Caminho da Verdade.

Saber aproveitar os minutos, que transcorrem céleres, é tarefa difícil que requer muita disciplina e firmeza nos objetivos assumidos.

Felizes serão aqueles que tiverem trabalhado na Seara do Senhor com desinteresse e sem outro móvel senão a Caridade.

O ócio é o portal para a delinqüência mental.

Se vos disserem: "O Cristo está aqui", não vades, mas ao contrário, ponde-vos em guarda, porque os falsos profetas serão numerosos.

Repeli imediatamente todos esses espíritos que se apresentam como conselheiros exclusivos, pregando a divisão e o isolamento.

Em todas as situações em que te aches, lembra que és sustentado pela misericórdia divina, que ao te colocar de volta na matéria situou próximo a ti o amparo indispensável ao cumprimento das tuas responsabilidades.

Amai, pois, vossa Alma, mas cuidai também do corpo, instrumento da Alma; desconhecer as necessidades que serão indicadas pela própria Natureza é desconhecer a Lei de Deus.

Thiago Souto disse...

Quem defende sua idéias de maneira anônima tem vergonha ou medo de defendê-las.

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado